ESTUDOS BIBLICOS







Web Radio Gospel Da Covilha - ((( Portugal))) Sua Amiga De Todos As Horas



quinta-feira, março 09, 2017

O Pai sabe


E o meu Deus, segundo a Sua riqueza em glória, há de suprir, em Cristo Jesus, cada uma de vossas necessidades. Filipenses 4:19.

Mateus 6:32 não diz que Deus ignora a necessidade que temos de coisas terrenas. Ao contrário, afirma que “vosso Pai celeste sabe que necessitais de todas elas”, isto é, de comida, bebida e roupas. Do mesmo modo, lemos no verso 8 que “o vosso Pai sabe o de que tendes necessidade, antes que Lho peçais”.

Não temos somente um Pai que “sabe” de nossas necessidades; nós sabemos que temos esse Pai. São esses os pontos nos quais diferimos dos gentios.
Precisamos lembrar que jamais nos encontraremos numa situação ou estado alheios ao conhecimento e cuidado de Deus. Ele não apenas conhece nossas necessidades físicas, mas também está interessado em toda a nossa vida. Está disposto a guiar-nos dia a dia. Lemos em O Desejado de Todas as Nações que “Deus nunca dirige Seus filhos de maneira diversa daquela por que eles próprios haveriam de preferir ser guiados, se pudessem ver o fim desde o princípio e perscrutar a glória do desígnio que estão realizando como colaboradores Seus”. — págs. 224 e 225.

Que Pai! Que Deus! Não admira que os cristãos não devam se preocupar. Eles jamais se encontram fora do raio de ação da solicitude de Deus. Ele está sempre com eles, não importa quão negras as circunstâncias possam parecer no momento. Ele sempre antevê as suas necessidades.

E Ele tem um coração condizente com Seu conhecimento. Deus Se importa conosco mais do que nos importamos com nossos filhos. “Acaso, pode uma mulher esquecer-se do filho que ainda mama, de sorte que não se compadeça do filho do seu ventre? Mas ainda que esta viesse a se esquecer dele, Eu, todavia, não Me esquecerei de ti. Eis que nas palmas das Minhas mãos te gravei; os teus muros estão continuamente diante de Mim.” Isa. 49:15 e 16.
Nosso Pai sabe. Esse é um dos pensamentos mais confortadores das Escrituras. Ele sabe de todas as minhas necessidades, de todos os meus desejos e de todas as minhas potencialidades, e deseja que essas necessidades sejam atendidas mais do que eu mesmo desejo atender às necessidades dos meus próprios filhos. Sou bastante grato por saber que Ele sabe.

Autoria: George R Knight

quinta-feira, março 02, 2017

Um Abraço Constrangedor


II Cor 5.14

Pelos vales e copas das amoreiras, Israel venceu a guerra com uma estratégia liderada por Rei Davi sob orientação de Deus. Cercados por todos os lados os filisteus foram constrangidos a se entregarem. Essa batalha está descrita no livro de I Crônicas 14: 14-17. Um exército de homens constrangidos, sem qualquer saída. É com esse sentido que apóstolo Paulo escreve a carta de amor e fé aos irmãos de Coríntios: “ Pois o amor de Cristo nos constrange, porque estamos convencidos de que um morreu por todos; logo, todos morreram.” II Cor 5:14

Constrange: Do idioma grego sunecho de sun “junto, seguro, firme, sem saída”

O amor de Cristo nos cerca, segura firme, completa de tal forma que não deixa espaço para amor maior ou mesmo igual ao Dele. É um abraço, e o mais seguro e firme que existe. Paulo foi alguém abraçado por Cristo e constrangido a servi-Lo, porque Nele se completou.

No constrangedor verso de Paulo, encontramos um outro cerco: o da morte. É estranho pensar em um chamado à morte, essa é uma verdade que tem sido evitada quando se fala em Salvação. Porque vivemos um tempo em que Evangelho se tornou sinônimo de prosperidade, riquezas e nada de sofrimento. Mas o abraço de Deus para nós, é banhado de sangue, a custo de cravos, espinhos e espancamento. De um amor tão indecifrável que a morte não pôde matar, antes foi vencida!

Esse constranger, é o mesmo que fez Pedro se perguntar: “Senhor, para onde iremos nós, se somente Tú tens as Palavras de vida eterna?” João 6: 68. Não há outra saída, modo, abraço melhor que o Teu! É o mesmo que disse ao profeta Jeremias: “ Desce a casa do oleiro e lá falarei contigo” Jeremias 18:2. Suporta as aflições Jeremias, Eu Sou o que te moldo através delas, na tua humilhação ouvirás minha voz, estarei sempre contigo, oh glória!

Esse constrangedor abraço de Deus me faz pensar em nossa pequenez de homens e nos esforços empreendidos para superarmos a corrupção presente no mundo que de forma direta ou indireta nos abala. Morremos a cada dia enquanto se vive. E quando se vive com Cristo, se morre para viver eternamente. É por isso que ser cristão constrange, a graça não é nossa, nem o mérito, nem qualquer bondade, mas sim Daquele que morreu em nosso lugar para nos salvar.

Esse amor nos consola e iremos sentir o calor desse abraço, mesmo nos dias mais frios, especialmente neles. Olharemos para os montes, os lugares além da terra e saberemos que se hoje contemplamos em espírito a glória reservada aos santos, amanhã viveremos em verdade o que nem olhos viram, nem ouvidos ouvidos e nem todas as Palavras conseguiram falar da herança reservada nos céus. Cristo nos constrange, nos segura firme em um cerco que que nos arrodeia de cuidados.

Cristo ao redor e o diabo ao derredor I Pedro 5:8. Quando o mar se agita, as ondas batem primeiramente Nele, quando o frio chega, o vento forte, o fogo, Ele continua abraçando firme:

"Quando passares pelas águas estarei contigo, e quando pelos rios, eles não te submergirão; quando passares pelo fogo, não te queimarás, nem a chama arderá em ti. Porque eu sou o SENHOR teu Deus, o Santo de Israel, o teu Salvador; dei o Egito por teu resgate, a Etiópia e a Seba em teu lugar.Visto que foste precioso aos meus olhos, também foste honrado, e eu te amei, assim dei os homens por ti, e os povos pela tua vida. Não temas, pois, porque estou contigo. "Isaías 43:2-5

Certa vez ouvi de um ministro do Evangelho a história de uma prostituta que havia entregado a vida a Cristo. Ela era viciada em drogas e o processo de desintoxicação estava lhe causando calafrios, dores e angústia, contudo ela se recusava a provar a droga mais uma vez e quando a levavam para o hospital, no percurso, encolhida no carro, ela dizia: " Eu sei que Tú me amas Jesus, sim Tú me amas, Tú me amas e isso é tudo". Abraçada por Deus e constrangida pelo amor de Cristo, ela venceu a si mesma e ao mundo.

Esse abraço é de uma ternura sem par e também me abraçou. Nunca mais fui a mesma. E por isso sei que devo estender e emprestar os braços para aqueles que ainda não conhecem o constrangimento de viver por Cristo. Ainda que eu falhe, Ele permanece fiel porque não pode negar a si mesmo e sua essência é puro amor. Por mais que façamos, somos insuficientes e miseráveis, trapos de justiça. Mas na cruz, somente nela, está o mais perfeito e consolável abraço de um Cristo que se entregou para que conhecêssemos o que é amor.

Deus o abençoe.


| Autor: Wilma Rejane |